Toxina Botulínica na Odontologia - Clínica de odontologia LSR Odontologia
toxina botulínica na odontologia

Toxina Botulínica na Odontologia

A toxina botulínica possui vários nomes comerciais os mais conhecidos são: Dysport®, Xeomin® e Botox® o mais famoso deles das pessoas que querem driblar a flacidez e rugas que são sinais da idade. Contudo o seu uso não se limita somente ao uso estético, essas substâncias dentre inúmeros outros usos pode ser usada para resolver
ou atenuar problemas bucais. Apesar de ter uma conservação complicada a sua manipulação e uso são muito fáceis e seguros. Cada vez mais os dentista estão buscando na toxina a solução para os problemas do seu pacientes.

Onde pode ser utilizada a toxina botulínica:

Botox para o Bruxismo:

Para o briquismo ou bruxismo, a toxina vem ajudando os pacientes que sofrem por apertar ou ranger os dentes durante o dia ou a noite. A toxina é injetada nos dois lados no músculo masséter, principal músculo da mastigação e diminuir a sua potência e o estímulo para o bruxismo. Vem apresentando resultados surpreendentes mesmo porque é um tratamento bastante novo. Outro uso da toxina é no tratamento das dores orofaciais e problemas e disfunções da articulação têmporo mandibular – ATM.

Botox para o Sorriso Gengival:

Para os pacientes que sempre buscam melhorar o sorriso, a toxina pode ajudar ainda mais. Pessoas que mostram demasiadamente a gengiva – sorriso gengival – têm outra opção hoje ao invés da cirurgia. Paralisando o músculo responsável pelo levantamento do superior de ambos os lados, vamos ter uma menor exposição da gengiva. O bloqueio químico não deixa sensação de anestesia ou face paralisada.

toxina botulínica dentistaA toxina botulínica na odontologia estética.

 

 

A toxina botulínica pode também ser usada nos seguintes casos:

1) Diminuir a potência mastigatória em casos de implantes, enquanto se está esperando o tempo de osteointegração;
2) Corrigir sorrisos assimétricos ou tortos;
3) Dores orofaciais de origem muscular;
4) Problemas com bruxismo e ATM;
5) Assimetria de face.

 

Fatos importantes:
A aplicação mais comum é no tratamento do bruxismo, disfunção que afeta cerca de 30% dos brasileiros e se caracteriza pelo ranger de dentes durante o sono. “Ao aplicar a toxina no masseter, um dos músculos da face, a tensão diminui. Assim, o tecido não tem força suficiente para promover o atrito entre os dentes, capaz de causar desgaste”

A toxina botulínica começa a atuar quatro dias depois da aplicação e sua ação diminui com o passar do tempo

Por isso, são necessárias novas picadas periodicamente. Mas sem exageros. “O intervalo mínimo é de 90 dias.
Isso porque o organismo reconhece a substância como um corpo estranho e cria anticorpos contra ela”.
Se esse prazo for desrespeitado, há o risco de o tratamento não surtir o efeito esperado.

A vantagem desse recurso terapêutico é apresentar um resultado eficaz e rápido, sem quase nenhuma contraindicação.
“Somente os intolerantes à lactose precisam evitá-lo”

Nenhum Comentário

Escreva um comentário

Deixe o seu comentário

Ligue Agora!