Tratamento de Canal

Endodontia é a especialidade odontológica que estuda a forma, a função, saúde, injúrias e doenças da polpa dental e da região perirradicular.

A polpa é um feixe vásculo-nervoso que fica na porção mais profunda do dente, abaixo do esmalte e da dentina. Ela é responsável pela sensibilidade dentária.

Quando temos uma cárie muito profunda, ela pode chegar até a polpa, causando sua inflamação e posteriormente, até mesmo uma infecção mais grave, que pode atingir a região do ápice da raiz (região perirradicular). Os sinais que evidenciam um possível acometimento do tecido pulpar são: dor com estímulo frio e/ou quente, sensibilidade à mastigação e edema.

Tratamento de Canal

A polpa também pode ser afetada em casos de trauma ou em casos de problemas periodontais associados.

O tratamento de canal deve ser feito para eliminar o tecido inflamado e contaminado e preencher o espaço, antes ocupado pela polpa, com um material que vedará a raiz do dente, impedindo sua recontaminação.

Normalmente, o tratamento endodôntico é feito em 2 sessões. Porém, se o dente estiver com infecção grave ou se as raízes apresentarem anatomia complexa, podem ser necessárias mais sessões. Em casos de dentes com polpa viva, sem sinais de inflamação ou contaminação, o tratamento pode ser feito em apenas 1 sessão.

O índice de sucesso do tratamento endodôntico é alto. Porém, alguns fatores podem levar ao insucesso do tratamento: anatomias complexas, canais calcificados, falha no preenchimento do canal, restaurações inadequadas ou infiltradas e bactérias resistentes. Nesses casos, devemos avaliar se podemos realizar um retratamento endodôntico convencional ou se será necessária uma complementação cirúrgica.

Após o término do tratamento endodôntico, é muito importante que seja feito o selamento adequado da cavidade, para evitar recontaminação. Muitas vezes, é necessária a reabilitação com restaurações indiretas (feitas em laboratório).

Dúvidas sobre o tratamento

O tratamento de canal, geralmente, é indicado quando há uma cárie em processo avançado. “A polpa dentária é a vida do dente. Quando há exposição direta da polpa ou inflamação irreversível dela, o tratamento é indicado”.

A endodontia é a especialidade que trata do canal, pois é responsável pelo estudo da polpa dentária. Hoje em dia é possível um atendimento bem mais tranquilo do que aqueles que seus avós te contavam. Seu dentista vai aplicar uma simples anestesia local pra começar. Além disso, existem técnicas modernas que, mesmo em casos mais complexos, oferecem mais conforto aos pacientes.

Temos os aparelhos de microscopia eletrônica, que triplicam a precisão no acesso e desobstrução dos canais e, ainda, os aparelhos para obturar, levando a pasta escolhida e a borracha com muito mais eficiência e qualidade final do tratamento

O dente terá que ser aberto para que o dentista possa retirar a polpa dentária infecionada. O próximo passo é limpar bem, desinfetando o canal que, posteriormente, será preenchido por um material próprio responsável por proteger o dente. O tempo do tratamento vai variar. Tudo pode ser resolvido em um único dia ou pode levar de três a quatro sessões. Isso também vai depender da extensão da lesão e de como suas raízes foram comprometidas.
Se você esta numa situação de lesão aguda, mediante inflamação, a dor é intensa. Pode surgir uma sensação de latejamento, além de dor contínua e que piora ao deitar ou tomar gelado, em compensação pode ser aliviada com o calor. Em processos crônicos, em que possivelmente aconteceu necrose total ou parcial da polpa, a dor tem outra característica. Nesse caso, dói mais com quente e tende aliviar com o frio. A região do dente afetado também pode ficar inchada com o aparecimento de feridas.
O surgimento das manchas depende da história da lesão e da técnica escolhida para tratar, assim como do material escolhido. Porém, unindo a microscopia operatória com as novas técnicas e ferramentas de obturação, as chances de o paciente ter manchas nos dentes após o tratamento de canal diminuíram bastante.
Se o dente foi mal tratado, fraturou ou passou por algum trauma, é possível, sim, que volte a ser motivo de preocupação e dor de cabeça. Nesse caso o tratamento de canal funciona como uma mini cirurgia que deverá ser executada por profissionais qualificados para reverter o problema.

Portanto, longe de ser um problema, o tratamento de canal é, na verdade, a solução mais eficaz de restauração e preservação de um dente que pode estar comprometido. Mas quem não quer passar por isso é só seguir a boa e velha recomendação dos profissionais: escovação caprichada todos os dias e fio dental para evitar placas e tártaros, que são vias de acesso para as bactérias produzirem cáries profundas.

Vamos Conversar?
Entre em contato agora para começarmos o seu tratamento

Fale Conosco

Clique e Ligue Agora!
Estou no WhatsApp